Skip to main content

Ferrovias subavaliadas

Valores de outorga das concessões de ferrovias estão subavaliados, conclui Ferrofrente

Ferrofrente

José Manoel Ferreira Gonçalves, presidente da Ferrofrente

Entidade encaminhou documento ao novo ministério da Infraestrutura sobre essa e outras distorções, que deveriam ser melhor analisadas antes do leilão programado para 15 de março, sob o risco de prejuízo aos cofres públicos

O governo federal tem a expectativa de iniciar já em março um amplo programa de concessões e privatizações, começando por leilões de ferrovias, como os das linhas Norte-Sul (edital de R$ 1 bilhão), Oeste-Leste, na Bahia, e a Ferrogrão, entre o Mato Grosso e o Pará. Leia+Mais→

Problemas da linha 17 monotrilho de São Paulo

A Ferrofrente é autora de ação judicial sobre a Linha 17 Ouro. O MP e o Tribunal de Contas engrossam o coro de questionamentos às obras paralisadas

Linha 17

O atraso nas obras do monotrilho paulistano – a linha 17 Ouro – ganhou mais um capítulo nesta semana, após uma notificação do Tribunal de Contas do Estado ser encaminhada para o Metrô, solicitando mais esclarecimentos sobre as obras paralisadas.

A Ferrofrente – Frente Nacional pela Volta das Ferrovias já havia alertado as autoridades sobre o abandono da obra em ação civil pública ajuizada há dois anos, ressaltando que a prova era uma promessa para a Copa do Mundo de 2014 e, naquele momento, já era uma das expressões do fracasso do legado do evento esportivo. Leia+Mais→

Problemas nas linhas da CPTM

Falta de manutenção afeta as linhas de transporte ferroviário urbano na Grande São Paulo e prejudicam 2,5 milhões de usuários

José Manoel Ferreira Gonçalves, da Ferro Frente

Se as chuvas persistirem nos próximos meses, São Paulo deve se preparar para enfrentar sérios problemas em suas linhas de trem dedicadas ao transporte de passageiros.

Essa é a avaliação do presidente da Ferro Frente, José Manoel Ferreira Gonçalves, sobre as crônicas paralisações das linhas da CPTM na região metropolitana. A situação se agrava ainda mais pela falta de manutenção preventiva no sistema – os contratos para esses serviços estão vencidos, e o governo do estado não abriu nova licitação, limitando-se a realizar reparos pontuais nas linhas. Leia+Mais→

Desigualdades em cidades médias brasileiras

Pesquisadores Unesp investigam nessa área e docentes palestram sobre o tema em Nova York

sposito

Eliseu Savério Sposito, pesquisador do GAsPERR e professor titular na Faculdade de Ciências e Tecnologia do câmpus de Presidente Prudente, no FAPESP Week New York

A partir da década de 1950, o Brasil se tornou um país predominantemente urbano. De acordo com o censo de 2010, 84,4% da população vivia em áreas urbanas e 15,6% em zonas rurais. Mesmo na nova classificação proposta em 2017 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na publicação Classificação e características dos espaços rurais e urbanos do Brasil – uma primeira aproximação, 76% da população do país se concentra em áreas predominantemente urbanas. Leia+Mais→

Urbanismo contemporâneo na FAAC Unesp

FAAC tem novo curso de especialização que visa reflexão sobre políticas públicas acerca do urbanismo contemporâneo

unesp

A Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC)-Unesp/Bauru promoverá um Curso Internacional de Especialização em PLANEJAMENTO URBANO E POLÍTICAS PÚBLICAS: URBANISMO, PAISAGEM, TERRITÓRIO.

Estruturado com um itinerário de pesquisa com duplo objetivo, o curso visa a criação de um grupo de reflexão sobre urbanismo contemporâneo como atividade interdisciplinar que abranja as políticas urbanas e territoriais, a partir da superação da rígida antinomia entre planejamento e projeto. Além disso pretende estabelecer relações com o meio através da pesquisa, reflexão e ação, articulando a investigação acadêmica com as políticas públicas diversas. Leia+Mais→

Documentário sobre a criação da Paulista Aberta

Produzido pela Smarty Talks, em parceria com a ONG SampaPé!, vídeo pretende dar visibilidade à ressignificação do espaço público

Paulista Aberta

A Smarty Talks, produtora especializada em vídeos para o Instagram, lança a versão para a rede social do documentário “Pessoas ou Carros?”, sobre a abertura da Avenida Paulista exclusivamente aos pedestres. A produção foi realizada em parceria com a ONG SampaPé!, que desenvolve trabalhos focados em melhorar a experiência do caminhar nas cidades. O vídeo já está disponível Instagram. Leia+Mais→

Aplicativos de transporte contribuem com a economia

Após Lei que regulamentou os aplicativos de transporte, motoristas precisam seguir regras para continuar oferecendo o serviço

aplicativos

O primeiro aplicativo de transporte privado individual a chegar ao Brasil foi o Uber, em 2014. Os últimos dados da empresa, de fevereiro de 2018, contam com mais de 500 mil motoristas e mais de 20 milhões de usuários no país. Apesar do pioneirismo, a própria empresa declara que “é preciso oferecer uma gama cada vez mais ampla de opções de deslocamento às pessoas para encarar o desafio da mobilidade nas grandes cidades”. Leia+Mais→

Planejamento urbano viabiliza a mobilidade

O ritmo de crescimento das cidades ao redor do mundo e os problemas dele decorrentes, como falta de saneamento, habitação precária, degradação do meio ambiente e insegurança, têm sido objeto frequente dos mais variados debates, com o propósito de se encontrarem soluções técnico-financeiras que levem mais bem-estar aos cidadãos.

mobilidade

Faixa de ônibus na rua da Consolação, região central de São Paulo

Um dos assuntos mais falados atualmente refere-se à mobilidade urbana. O tema está na moda! Morar numa cidade grande onde o sistema de transporte coletivo não atende às necessidades de seus habitantes é um ônus insuportável a médio e a longo prazo. Perder horas no trânsito por excesso de veículos, estar sujeito a assaltos e às intempéries ou ser surpreendido por falha dos ônibus e trens são situações que ninguém está mais disposto a enfrentar. Daí as inúmeras propostas, públicas e privadas, novas e antigas, que têm pautado o desenvolvimento e crescimento das cidades brasileiras, como o metrô, corredores de ônibus, Uber, carros e bicicletas pay-per-use, patinetes elétricos e aplicativos GPS. Leia+Mais→